Alavanca e pontes que se mexem

Fala Galera, belezinha?

Voltamos aqui esta semana para falar um pouco mais sobre pontes, principalmente pontes com alavanca. Pra quem ta chegando hoje aqui no blog começamos a falar sobre o assunto em um post anterior, então pra não perder o fio da meada clique aqui.

 

Stetsbar

O sistema Stetsbar Tremolo é um sistema de alavanca para a guitarra que foi desenvolvido por Eric Stets durante final dos anos 80 e patenteado em 1995.

O sistema foi originalmente projetado para oferecer um tremolo extremamente estável que pode ser instalado em guitarras que originalmente tinha o stop tail , como as Gibson Les Paul, sem a necessidade de fazer quaisquer modificações permanentes para a guitarra, opção muito interessante pois torna o equipamento totalmente “retrofit”, ou seja se não gostar da pra voltar pra ponte original.

Hoje a alavanca Stetsbar pode ser encontrada em outros formatos, permitindo a montagem em uma variedade maior de guitarras.

Seu funcionamento é bem parecido com uma tremolo de strato, porém um pouco mais sensível, e quanto a entonação não há o que reclamar, afina relativamente bem após uma alavancada.

 

Alavanca

Stetsbar com montagem no tailpiece

 

alavanca

Alavanca Stetsbar

 

Fender two-point ou American Standard

Esta alavanca também desenvolvida pela Fender veio para melhorar o funcionamento de sua antecessora, a syncronized que tinha 6 parafusos.

A vantagem de uma ponte com 2 pivôs aos invés de uma alavanca tradicional com 6 parafusos é a diminuição do atrito na região da ponte, fazendo com que seu funcionamento fique bem mais leve e preciso.

Sempre é preciso ter atenção especial ao pivôs deste tipo de alavanca, pois um pivô de má qualidade pode atrapalhar no funcionamento do conjunto todo.

Quase todas as alavancas com 2 pivôs trabalham em cima do mesmo principio, por isto é bem comum encontrarmos muitas marcas no mercado e até variações de design para este tipo de alavanca.

 

alavanca

Fender 2 pivos, ou two point.

 

alavanca

Strato equipada com uma alavanca two point

 

Alavanca

Alavanca Wilkinson VS-100. Uma das pontes ,com 2 pivôs mais populares

 

alavanca

Guitarra com a alavanca Vs-100

 

Trem King

Trem King é um sistema de alavanca que usa um conceito de ponte fixa.  A placa em ponte está fixada ao corpo da guitarra.

A parte mais legal desta alavanca é que durante quase 30 anos ninguém trouxe alguma novidade significativa ao mercado. Mas esta empresa sim.

Ela trabalha basicamente como uma ponte fixa, e quando você usa a alavanca a única coisa que se move é o bloco onde vão presas as cordas.

E contando com um sistema de contra mola é possível manter a ponte em um ponto zero, mesmo que alguma corda quebre. Então com  esta bixinha ai é possível executar double stops sem problemas.  Ela também é apresentada em outras versões como por exemple uma alavanca para telecaster, o modelo TK-2.

 

alavanca

Alavanca Trem King, modelo Tk-1

 

alavanca

Guitarra equipada com alavanca Trem King

 

Super Vee

Quando se pensa em sistemas de tremolo ou vibrato, como queiram chamar, é bem difícil encontrar ideias novas ou formas mais bacanas de se fazer a mesma coisa.

Pois é a Super Vee fez. Tentando inovar sempre esta marca trouxe ao mercado um jeito meio diferente de pensar no funcionamento de suas pontes, mesmo que isto já tenha sido pensado a uns 80 anos atrás.

O modelo Blade Runner, que é uma ponte para guitarra tipo strato, tem como opção de fixação ao corpo e de movimentação de todo o conjunto nem pivôs nem parafusos e sim um a lamina de metal que prende o que seria a região dos pivôs na base da ponte. Esta lamina de metal é quem se dobra ao utilizar a alavanca.

Tal sistema funciona muito bem mas a maior preocupação é se tal lamina um dia vier a quebrar.

Quanto a estabilidade de afinação deste sistema as alavancas da Super Vee fazer um trabalho muito bom, desde que bem instaladas é claro.

Com modelos que vão deste de uma tele até uma alternativa ao tremolo Floyd Rose, a super Vee Drop in, a empresa também fabrica alternativa para sistemas de trava para funcionamento de tremolos.

 

alavanca

Sistema de funcionamento das pontes Super Vee

 

alavanca

Super Vee Blade Runner

 

alavanca

Super Vee Blade Runner

 

alavanca

Super Vee Locking System

 

alavanca

Super Vee Maverick, ponte com alavanca para telecaster

 

alavanca

Super Vee Maglok, sistema de compensação ou travamento da alavanca

 

Floyd Rose

A Floyd Rose Tremolo, ou simplesmente Floyd Rose, também conhecido com sistema de dupla trava  foi inventada por Floyd D. Rose em 1977.

Naquela época sendo a única de seu tipo ganhou muita popularidade no mundo dos guitarristas, principalmente  se falando se artista da década de 80.

Como todos sabem, ou pelo mesmo deveriam, alguns nomes que usaram ou ainda hoje usam guitarras equipadas com esta ponte Steve Vai,  Eddie Van Halen, Neal Schon e Joe Satriani fora galera da nova escola de guitarra que também se aventura no mundo maluco das alavancadas como por exemplo  Mathias IA Eklund.

Mas voltando a falar da ponte, sua estabilidade de afinação vem do sistemas de dupla trava, que uma vez acionada impede que a corda muda de comprimento.

Naquela época isto era um projeto revolucionário e foi considerado pela revista Guitar World uma das 10 melhores invenções no mundo da guitarra.

Hoje existem muitas empresas que fabricam este tipo de ponte, todas sob pagamento de licença ou royalties  para a própria Floyd Rose.

Para aqueles que procuram alavancadas radicais esta é a opção indiscutivelmente. Mas não podemos deixar de falar alguma coisas, afinal nem tudo esta a favor desta moça ai.

Você irá ficar totalmente dependente da qualidade desta ponte, por conta da quantidade de mecanismos em comparação a um ponte TOM.

Então compre sempre uma ponte de boa qualidade por aqui comprar do mais baratinho vai te dar dor de cabeça.

Tenha em mente que além da qualidade da ponte você também ira depender da qualidade de sua cordas, pois caso uma corda quebre todas as outras iram mudam a afinação, caso você tenha este tipo de ponte instalado com sistema de recessed box.

 

alavanca

Strato com tremolo Floyd Rose

 

alavanca

Floyd Rose para guitarras com 6 cordas

 

alavanca

Recessed box

 

Alavanca

Locking Nut tradicional

 

alavanca

Sistema de locking nut com thumb action, sem parafusos

 

alavanca

Sistema de locking nut da Yamaha, também não precisa de chave ou parafusos.

 

Kahler Tremolo System

Aqui talvez se encontre a maior concorrente da Floyd Rose, e bota concorrente nisto.

A Kahler foi inventada em 1979 por  Gary Kahler e Dave Storey que no meio do s anos 90 deram um tempo da produção de pontes, por conta da baixa popularidade principalmente nos USA.

Voltaram com força total em 2005.

Contanto com inúmeros modelos e variações destes modelos, com relação aos materiais usados, a Kahler pode te entregar opções que quase nenhuma outra marca pode, como por exemplo um tremolo para guitarra com dez (isto mesmo mermão, 10) cordas com multiscale.

Além de produzir alavancas eficientes também para contrabaixos.

 

alavanca

Kahler para 10 cordas com multiscale

 

alavanca

Kahler para guitarra com 9 cordas

 

alavanca

Sistema de molas das Kahler

 

O funcionamento da Kahler é muito bom, com uma alavanca mais leve do que as syncronized ela permite uma grande mudança na tensão das cordas, tanto para subir quanto para descer.

Mesmo sendo um sistema de trava simples, afinal as cordas não são travadas na ponte, os tremolos Kahler costumam manter muito bem a afinação do instrumento mesmo depois de um pouco de abuso do guitarrista.

Grandes nomes da musica já usaram, ou usam, esta ponte. Indo de Les Claypool a Kerry King este tremolo faz realmente o que promete.

E agora qual delas?

As opiniões sobre estas pontes são muito divergentes, alguns dizem que ela pode destruir o som do instrumento, outros dizem que nem tanto.

De qualquer forma qualquer tipo de alavanca a ser instalada que necessite de alguma cavidade especifica, ou alguns sistema de apoio das cordas nos carrinhos, sempre serão motivo de discussão quando se trata de timbre.

O fato é que todas estas alavancas tem a capacidade de mudar o timbre do instrumento, tanto para melhor quanto para pior.

Porém as vantagens e manipulação instantânea  das notas que estas alavancas podem trazer superam qualquer pelinho no timbre que possa ter ido pro vinagre.

Então se você esta ansioso por um instrumento com uma ponte móvel, aconselhamos tocar em um instrumento com tais características  e ver o rola, se sente confortável ou se o efeito produzido pela ponte é realmente o que você espera.

Lembrando que não é só ter o sistema, seja ele qual for, no instrumento existe ai agora uma grande estrada para usar estas coisa com criatividade.

Faltou inspiração?

 

Bom galera por hora é isto. Até!